Caminhão movido a eletricidade é apresentado

 

Um caminhão movido a energia elétrica. oveículo, batizado de Daily Elétrico, é o primeiro caminhão do País desenvolvido com a tecnologia, e é fruto de uma parceria entre as duas empresas, que pretendem explorar as possibilidades da utilização da energia elétrica no transporte de carga e passageiros. O projeto tem dado tão certo que já há um segundo modelo sendo planejado.

O caminhão lançado esta semana, que ainda é um protótipo, já tem até um público alvo. Feito com base no modelo Iveco Daily 55C, o veículo, que na versão elétrica recebeu o código 55C/E, tem grande potencial para ser utilizado por empresas distribuidoras de energia, devido ao chassi cabine-dupla, que possibilita o transporte de sete pessoas, mais a carga.

Eletrobrás, Ande, Copel, Cemig e Light, que foram parceiras no projeto e já utilizam a versão com motor a combustão do veículo, devem receber unidades do modelo.

Depois que os desenvolvedores concluírem os testes do modelo, um lote especial, de 10 unidades, deve ser lançado e comercializado com as empresas parceiras e clientes pré-selecionados.

Empresas do setor de alimentos brasileiras e argentinas, por exemplo, já mostraram interesse pelo veículo, segundo os desenvolvedores. O lote será produzido em um galpão dentro da Usina de Itaipu, onde já é montado o Fiat Palio Elétrico.

A ideia do caminhão elétrico faz parte de uma segunda fase do chamado "Projeto do Veículo Elétrico", que é uma parceria entre a Itaipu e a Fiat Automóveis, iniciada em 2006.

O projeto com a Iveco, que é uma subsidiária do Grupo Fiat, foi aprovado em dezembro de 2008. A empresa italiana já tem experiência na tecnologia de combustíveis alternativos em veículos comerciais: já desenvolve e comercializa na Europa veículos elétricos, a gás e híbridos movidos a diesel e eletricidade. A montagem do Daily Elétrico está sendo feita em conjunto com a empresa Isvor, também do Grupo Fiat.

Detalhes

Para o protótipo nacional, a Iveco e a Itaipu utilizaram a arquitetura elétrica já utilizada na Europa, desenvolvida pela Altra, que é outra divisão da empresa italiana, especializada na tecnologia.

O motor, quase inaudível, e as três baterias que são recicláveis, à base de sódio, níquel e cádmio e que demoram oito horas para carregar são da empresa MES-DEA.

A potência do veículo, que tem tração traseira, é de 40kW (54 cv), com pico a 80 kW (108 cv), e possibilita arranques em rampas de até 18%. A velocidade máxima, limitada eletronicamente, é de 70km/h, e a autonomia é de 100 km.

O caminhão, que devido às baterias é 450 quilos mais pesado que o modelo a combustível, ainda usa a tecnologia Kers, para recuperar o calor gerado nas freadas e transformá-lo em energia elétrica, dando mais autonomia ao veículo, principalmente no "para e anda "das cidades locais ideais para o uso do Daily, que só possui os pedais do acelerador e do freio.

 

 

Fonte: Paraná online