Data Book - Saber Elétrico

 

O conhecimento das características principais dos transistores mais comuns é essencial ao técnico projetista, ao engenheiro, tanto na eleaboração de novos projetos como na procura de equivalentes para equipamentos em reparo. Nesta seção reunimos 250 tipos de transistores, escolhendo os mais comuns, e informando tanto sobre suas principais características elétricas como também sobre sua pinagem.

Os símbolos aqui utilizados têm os seguintes significados:

VCEO - Trata-se da tensão contínua máxima que pode ser aplicada ao transistor entre o coletor e o emisor com o terminal de base em aberto (desligado).

IC - É a corrente contínua máxima que pode fluir pelo terminal de coletor. Os valores sem parênteses são em miliamperes e os valores entre parenteses são em amperes, casa dos transistores de potência. Em alguns casos, esta corrente pode ser referida como de pico, ou seja, o valor instantâneo máximo como ocorre com transistores de comutação.

HFE - É o ganho estático de corrente, ou fator de amplificação de corrente contínua na configuração de base comum. Para um valor único temos uma indicação de mínimo, sob condições de corrente e tensão dadas pelo fabricante e que variam de tipo para tipo. Para dois valores, temos a faixa de ganhos (mín. e máx.).

PTOT - É a dissipação máxima do componente à temperatura indicada pelo fabricante. Os valores normais são para temperaturas de 25ºC, mas existem os casos, principalmente para os transistores de potência, em que a temperatura pode ser de 75, 90, 100 ou mesmo 114ºC.Os valores entre parenteses são dados em watts.

fT - É a frequência da transição ou frequência para a qual o ganho se torna unitário.

Em relação aos invólucros observamos que, de fabricante para fabricante, podem haver pequenas diferenças em relação ao aspecto externo para tipos comuns, mas que não comprometem o projeto de placas ou a instalação em espaços reduzidos, já que seguem os padrôes internacionais.